terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

El – O Alucinado – Luis Buñuel/1953


Filme menos conhecido, mas não menos genial, do mestre na sua fase mexicana, “El” narra à história de autodestruição de Francisco Galvan (Arturo de Córdova, em interpretação primorosa), homem culto, abastado e respeitado que vai perdendo a sanidade e sendo vencido por monstros interiores a custa de um ciúme patológico de sua esposa, a bela e elegante Gloria (Delia Garcés).

Escrito por Buñuel em parceria com Luís Alcoriza, o roteiro foi baseado em romance homônimo da escritora espanhola Mercedes Pinto, porém a proximidade do universo Buñuelesco evidência que se não total a autoria do filme ao diretor e ao seu colaborador, uma participação bem substancial.

O filme começa em uma igreja (um dos alvos preferidos do diretor) em uma cerimônia de lava-pés, onde sutilmente vemos Dom Francisco deleitar-se com os ritos da cerimônia. Fetichista, segue olhando para os pés das pessoas e se apaixona pelos de Gloria. A jovem que estava comprometida com Raul (Luís Beristáin), um amigo de Francisco, é ardilosamente e envolvida e cede aos encantos do primeiro e acabam se casando.

Já na primeira noite juntos, Francisco mostra quem é. Um homem desequilibrado com oscilações de humor que o levam de comportamentos violentos até choros incontroláveis. Ai partir daí, vemos o inferno que vira a vida de Gloria. Desacreditada por todos fica completamente a mercê das maldades e da loucura de Francisco.

Como em seus melhores filmes, a trama serve de apoio para o diretor tecer sua critica tenaz as instituições e convenções consagradas pela sociedade. Desta vez sua metralhadora simbólica ataca principalmente a burguesia e a família, com suas ilusões, hipocrisias, aparências e moralismos. Tudo isso, é claro, sutilmente propagado com uma fúria latente e um humor nervoso.

A crueldade, outro dos temas preferidos do espanhol, também da às caras pelo filme. A tortura física e psicológica infligida a Gloria por Francisco ecoa em outras obras do mestre. Francisco lembra muito Archibaldo de La Cruz e Dom Jaime (protagonistas, respectivamente de Ensaio de Um Crime e Viridiana). Eles afundam no amor obsessivo e controlador, embora sejam cidadãos respeitados dentro da comunidade.

No filme vemos também a famosa cena em que Francisco, já completamente insano, planeja prender Gloria no quarto e costurar sua vagina. A seqüência é uma das mais intensas e nervosas da historia da Sétima Arte. Dá para imaginar a cara das pessoas nos anos 50 quando viam esse filme?

Os delírios de Francisco são os aspectos surreais do filme, seu caminhar em ziguezague e suas alucinações mostravam a fragilidade de sua saúde mental. Jaques Lacan, que sempre foi próximo aos surrealistas, apresentava sessões do filme aos seus alunos.

Vale ainda ressaltar a magnífica fotografia do mestre Gabriel Figueroa, virtuosa e cheia de contrastes e a trilha sonora meio noir (incomum nos filmes do diretor) de Luis Hernández Bretón carregam ainda mais em suspense e drama o filme.

El, O alucinado era um dos filmes prefiridos de Buñuel. E apesar de em alguns momentos flertar com o melodrama,  coisa incomum à filmografia do mestre, é ainda sim um trabalho relevante e grande representante da obra do maior cineasta que esse olhos cansados já viram.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Chagall no Masp


Ao meio-dia, o verão.

 O Mundo Mágico de Marc Chagall exposição que reúne 178 gravuras famosas do mestre do insólito. Entre as obras, a série Daphnis et Chloé, e a série Les Fables de La Fontaine são os destaques.

Até 28 de março. Imperdível!

Fontes: Masp e o Blog da Leca.


sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Morrissey - You Just Havent Earned It Yet Baby (live)



If you're wondering why
All the love that you long for eludes you
And people are rude and cruel to you
I'll tell you why
I'll tell you why
I'll tell you why
You just haven't earned it yet, baby
You just haven't earned it, son
You just haven't earned it yet, baby
You must suffer and cry for a longer time
You just haven't earned it yet, baby
And I'm telling you now
If you're wondering why
When all I wanted from life was to be Famous
I have tried for so long, it's all gone wrong
I'll tell you why
I'll tell you why
I'll tell you why
But you wouldn't believe me
You just haven't earned it yet, baby
You just haven't earned it, son
You just haven't earned it yet, baby
You must suffer and cry for a longer time
You just haven't earned it yet, Baby
And I'm telling you now
I'll tell you why
I'll tell you why
Today I am remembering the time
When they pulled me back
And held me down
And looked me in the eyes and said
You just haven't earned it yet, baby
You just haven't earned it, my son
You just haven't earned it yet, baby
You must stay on your own for slightly longer
You just haven't earned it yet baby
And I'm telling you now

Falou e disse.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Isto para mim é grego

Eu não odeio matemática. Só não entendo.
12345679 x 9 = 111111111
12345679 x 18 = 222222222
12345679 x 27 = 333333333
12345679 x 36 = 444444444
12345679 x 45 = 555555555
12345679 x 54 = 666666666
12345679 x 63 = 777777777
12345679 x 72 = 888888888
12345679 x 81 = 999999999

9 x 9 + 7 = 88
9 x 98 + 6 = 888
9 x 987 + 5 = 8888
9 x 9876 + 4 = 88888
9 x 98765 + 3 = 888888
9 x 987654 + 2 = 8888888
9 x 9876543 + 1 = 88888888
9 x 98765432 + 0 = 888888888

9 x 1 + 2 = 11
9 x 12 + 3 = 111
9 x 123 + 4 = 1111
9 x 1234 + 5 = 11111
9 x 12345 + 6 = 111111
9 x 123456 + 7 = 1111111
9 x 1234567 + 8 = 11111111
9 x 12345678 + 9 = 111111111
9 x 123456789 + 10 = 1111111111

11 x 11 = 121
111 x 111 = 12321
1111 x 1111 = 1234321
11111 x 11111 = 123454321
111111 x 111111 = 12345654321
1111111 x 1111111 = 1234567654321
11111111 x 11111111 = 123456787654321
111111111 x 111111111 = 12345678987654321

9 x 7 = 63
99 x 77 = 7623
999 x 777 = 776223
9999 x 7777 = 77762223
99999 x 77777 = 7777622223
999999 x 777777 = 777776222223
9999999 x 7777777 = 77777762222223
99999999 x 77777777 = 7777777622222223

1 x 7 + 3 = 10
14 x 7 + 2 = 100
142 x 7 + 6 = 1000
1428 x 7 + 4 = 10000
14285 x 7 + 5 = 100000
142857 x 7 + 1 = 1000000
1428571 x 7 + 3 = 10000000
14285714 x 7 + 2 = 100000000
142857142 x 7 + 6 = 1000000000
1428571428 x 7 + 4 = 10000000000
14285714285 x 7 + 5 = 100000000000
142857142857 x 7 + 1 = 1000000000000

9 x 9 = 81
99 x 99 = 9801
999 x 999 = 998001
9999 x 9999 = 99980001
99999 x 99999 = 9999800001
999999 x 999999 = 999998000001

12 x 12 = 144, 21 x 21 = 441
13 x 13 = 169, 31 x 31 = 961
102x102 = 10404, 201x201 = 40401
103x103 = 10609, 301x301 = 90601
112x112 = 12544, 211x211 = 44521
122x122 = 14884, 221x221 = 48841

99 = 9+8+7+65+4+3+2+1
100 = 1+2+3+4+5+6+7+8×9
134498697 = 1 + 2^3 + 4^5 + 6^7 + 8^9
1000 = 8 + 8 + 8 + 88 + 888

45 = 8+12+5+20, 8+2=12-2=5x2=20÷2=10
100 = 12+20+4+64, 12+4=20-4=4x4=64÷4=16
225 = 1+23+45+67+89, 89-67=67-45=45-23=23-1=22

5^2 + 2^1 = (5-2)^(2+1)

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

A Débil - Cesário Verde

Eu, que sou feio, sólido, leal,
A ti, que és bela, frágil, assustada,
Quero estimar-te, sempre, recatada
Numa existência honesta, de cristal.

Sentado à mesa dum café devasso.
Ao avistar-te, há pouco, fraca e loura.
Nesta Babel tão velha e corruptora,
Tive tenções de oferecer-te o braço.

E, quando socorreste um miserável,
Eu que bebia cálices de absinto,
Mandei ir a garrafa, porque sinto
Que me tornas prestante, bom, saudável.

"Ela aí vem!" disse eu para os demais;
E pus-me a olhar, vexado e suspirando,
O teu corpo que pulsa, alegre e brando,
Na frescura dos linhos matinais.

Via-te pela porta envidraçada;
E invejava, – talvez não o suspeites!-
Esse vestido simples, sem enfeites,
Nessa cintura tenra, imaculada.

Ia passando, a quatro, o patriarca.
Triste eu saí. Doía-me a cabeça.
Uma turba ruidosa, negra, espessa,
Voltava das exéquias dum monarca.

Adorável! Tu muito natural,
Seguias a pensar no teu bordado;
Avultava, num largo arborizado,
Uma estátua de rei num pedestal.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Jalla - Jalla - 2000


Comédia romântica das melhores!

Jalla- Jalla é uma surpreendente produção sueca, que de forma hábil e despretensiosa conta uma história de um amor proibido, acusa o choque cultural entre oriente/ocidente e tece uma leve critica ao costumes tradicionais orientais.

Promissora estréia de Josef Fares na direção, que colocou a família quase toda no batente... Rsrsrs. Os Fares dominam! Desde o protagonista Roro, interpretado por seu irmão Fares Fares, passando pelo pai barrigudo( Abdulahad Fares), e pela irmã Caroline que, no filme mantém seu nome.

A velha fórmula de mostrar uma história de amor proibido: o moço é de família libanesa e querem para ele uma noiva libanesa, mas... é óbvio que ele tem outros planos. Ama uma mocinha sueca loura, de olhos azuis. O filme acerta ao evitar o drama presente na trama e ao apostar na comédia de erros, tem um ar refrescante, pois se passa numa cidade sueca, fugindo dos ambientes hollywoodianos ...o que é sempre delicioso!

A trama se concentra na rotina dos dois amigos e garis e seus dramas pessoais. Roro é o libanês apaixonado pela jovem Lisa(Tuva Novotny). Mans (Torkel Peterssons), o sueco que passa por problemas em sua vida sexual, que vai passar por poucas e boas na busca frenética por sua cura.

A família de Roro é hilária. Desde o pai bonachão que enfrenta qualquer um na briga com seus golpes de... barriga, até a avó engraçadinha e meio senil e o papagaio que fala palavrões em árabe.

Belas paisagens, sempre acompanhadas de uma trilha sonora leve composta pelo músico sueco Daniel Lemma, sem compromisso com a seriedade européia. Um filme bacana para assistir e ficar de bem com a vida.

Monty Python - Conselheiro de teste vocacional - Legendado

Bom, Para comemorar o meu fraco desempenho na prova de contabilidade no concurso do bacen, um pouco do bom e velho humor inglês do Monty Python.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Oscar 2010 - Indicados

Saiu hoje a lista dos indicados a 82ª edição do Oscar, o mais famoso prêmio do cinema mundial, será realizada em 7 de março, no Teatro Kodak, em Hollywood, com transmissão para mais de 200 países.
Veja a lista com as principais categorias:

Melhor filme
"Avatar", de James Cameron
"O lado cego", de John Lee Hancock
"Distrito 9", de Neill Blomkamp
"Uma educação", de Lone Scherfig
"Guerra ao terror", de Kathryn Bigleow
"Bastardos inglórios", de Quentin Tarantino
"Preciosa", de Lee Daniels
"Um homem sério", de Ethan e Joel Coen
"Up – Altas aventuras", de Pete Docter e Bob Peterson
"Amor sem escalas", de Jason Reitman

Melhor direção
James Cameron, “Avatar
Kathryn Bigelow, “Guerra ao terror”
Quentin Tarantino, “Bastardos inglórios”
Lee Daniels, “Preciosa”
Jason Reitman, “Amor sem escalas”

Melhor ator
Jeff Bridges, “Crazy heart”
George Clooney, “Amor sem escalas”
Colin Firth, “A single man”
Morgan Freeman, “Invictus”
Jeremy Renner, “Guerra ao terror”

Melhor ator coadjuvante
Matt Damon, “Invictus”
Woody Harrelson, “The messenger”
Christopher Plummer, “The last station”
Stanley Tucci, “Um olhar do paraíso”
Christoph Waltz, “Bastardos inglórios”

Melhor atriz
Sandra Bullock, “O lado cego”
Helen Mirren, “The last station”
Carey Mulligan, “Uma educação”
Gabourey Sidibe, “Preciosa”
Meryl Streep, “Julie & Julia"


Melhor atriz coadjuvante
Penélope Cruz, “Nine”
Vera Farmiga, “Amor sem escalas”
Maggie Myllenhaal, “Crazy heart”
Anna Kendrick, “Amor sem escalas”
Mo’Nique, “Preciosa”

Melhor animação
“Coraline”
“O fantástico Sr. Raposo”
“A princesa e o sapo”
“O segredo de Kells”
“Up – Altas aventuras”

Melhor filme estrangeiro
“O segredo dos seus olhos”, de Juan Jose Campanella (Argentina)
“Samson & Delilah”, de Warwick Thornton (Austrália)
“The world Is big and salvation lurks around the corner”, de Stephan Komandarev (Bulgaria)
“Un prophète”, de Jacques Audiard (França)
“A fita branca", de Michael Haneke (Alemanha)
“Ajami”, de Scandar Copti and Yaron Shani (Israel)
“Kelin”, de Ermek Tursunov (Cazaquistão)
“Winter in wartime”, de Martin Koolhoven (Holanda)
“The milk of sorrow”, de Claudia Llosa (Peru)

P.S.1: Já vi sete dos dez filmes indicados ao Oscar de melhor filme. Por enquanto, estou torcendo para "Amor sem escalas" do Jason Reitman. Eu disse "por enquanto", porque ainda não vi "O Homem sério" dos Coen Brothers.


P.S.2: O Brasil não terá nenhum concorrente na categoria de filme de estrangeiro, melhor, ai eu torço sem dor na consciência para "A Fita Branca", filmão do Haneke.

E você, já tem seus favoritos?

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Vandalismo - Augusto dos Anjos

Meu coração tem catedrais imensas,
Templos de priscas e longínquas datas,
Onde um nume de amor, em serenatas,
Canta a aleluia virginal das crenças.

Na ogiva fúlgida e nas colunatas
Vertem lustrais irradiações intensas
Cintilações de lâmpadas suspensas
E as ametistas e os florões e as pratas.

Como os velhos Templários medievais
Entrei um dia nessas catedrais
E nesses templos claros e risonhos...

E erguendo os gládios e brandindo as hastas,
No desespero dos iconoclastas
Quebrei a imagem dos meus próprios sonhos!